Hoje começa mais um passo da minha luta. Contudo, essa batalha teve início há muitos anos, quando eu ainda era criança e percebia o grande movimento de pessoas na minha casa. Era muita gente pedindo ajuda, muita gente agradecendo, muita gente feliz por realizar um sonho.

Um sonho que nem era tão grande. Afinal, será que é querer muito desejar ter uma casa para chamar de sua? Uma casa para abrigar sua família com dignidade e, nela, poder construir novos sonhos? Era só isso que aquelas pessoas desejavam naquele momento.

Veja o vídeo oficial da campanha
Emiliano Zapata 40.888

Eu cresci querendo seguir os passos do meu pai ao lado do Movimento Pela Moradia Leste II, que luta para que as verbas destinadas por lei sejam aplicadas corretamente para acabar com o déficit habitacional. Não tem preço ver o sorriso de felicidade no rosto das pessoas quando realizam um sonho. Entretanto, eu percebi que posso ir além. Sou morador da Zona Leste, um estado sem voz.

Somos, por exemplo, do tamanho do Uruguai. Se a Zona Leste fosse um município, seria a terceira maior cidade brasileira, só menor que São Paulo e Rio de Janeiro. No entanto, somos uma região esquecida.

Por isso, resolvi assumir a responsabilidade de me candidatar como deputado estadual e representar essas pessoas. Aqui, faltam escolas, saúde, segurança, empregos, moradia… Em resumo, falta respeito.

Leia também  Campanha Zapata 2018: nossa luta começou!

Chega de ser invisível

Eu quero mudar essa realidade. Tenho disposição, juventude, conhecimento de nossas necessidades e trago sugestões objetivas para atendê-las. É preciso que alguém cuide do crescimento, do bem-estar do município e de sua infraestrutura. Mas, acima de tudo, é uma obrigação lembrar que a gestão correta passa obrigatoriamente pela luta ao lado da população mais necessitada e sempre esquecida.

Ou seja, não falo só da Zona Leste, mas também de outros bairros e de outras cidades que sofrem o contínuo abandono das políticas públicas assim como minha região. Eu sei que meu sonho não é pequeno e que não poderei realizá-lo de um dia para o outro. Sei também que é preciso ousadia, disposição e coragem. Não será tarefa fácil.

Minha luta

Entretanto, eu também sei que esses sonhos não são só meus, mas de todos eleitores que desejam São Paulo melhor. Por isso, peço sua confiança e seu voto para que possamos, juntos, transformar nosso estado em um lugar de mais oportunidades.

Vou representar a população que sofre descaso, que é esquecida, que parece invisível, que não tem voz. Eu serei essa voz. Conto com todos vocês. Juntos, somos mais fortes!