Da mesma forma que há pessoas que gostam e se adaptam bem ao frio, também há animais que se incomodam mais ou menos com os dias de inverno. Por isso, nada melhor que observar nossos bichinhos nesses dias para que fiquem bem e continuem saudáveis.

Geralmente, os cães de pelo curto são os que sentem mais frio. Ou seja, não é exagero colocar roupinhas para que fiquem mais aquecidos. Contudo, é importante ficar atento, porque há animais que não gostam de roupa e ficam incomodados. Nesse caso, é melhor respeitar a escolha.

Alguns cuidados com os animais

Entretanto, existem outras maneiras de deixar seu pet quentinho, como cobertores e mantas. Caminhas e colchonetes também aumentam o aconchego. Além disso, se o seu cachorro dorme no quintal, deixe a casa dele posicionada de maneira oposta às correntes de ar para evitar que pegue friagem. Já se ele fica dentro de casa, deixe a cama em locais mais quentes.

Quanto aos passeios, prefira os horários mais quentes do dia, como das 11h às 15h. Estimular que tomem sol também é sempre uma boa opção. Caso costume dar banho em casa, escolha um horário de maior calor, use água morna e seque com secador logo na sequência. Já se leva ao petshop, evite tosar os pelos do seu cão, porque eles ajudam a manter o animal aquecido.

Leia também  Evento em Cidade Nova São Miguel mostra medidas que podem prolongar a vida do seu pet

São apenas alguns cuidados a mais que devemos tomar. No entanto, eles tornam nossos dias mais alegres e são capazes de arrancar um sorriso nosso mesmo quando estamos estressados. Então, não custa darmos uma atenção especial para nossos amiguinhos, não é?

Eu apoio a causa animal e todas as ações que possam beneficiar nossos companheiros de quatro patas. Por isso, sempre que posso, também promovo ações que ensinam a prolongar a vida dos animais de estimação, ao lado do médico veterinário Dr. Palmieri.

Você pode conhecer um pouco sobre a causa animal neste vídeo: