Minhas propostas para a causa animal

Criar uma secretaria de proteção dos animais para:

  • Cadastro e controle de vacinação.
  • Banco de dados para pesquisas e estatísticas da população de animais de estimação.
  • Garantir assistência aos animais de rua e intervir quando houver denúncia de maltrato.
  • Fazer parceria com o Centro de Controle de Zoonoses e levar esse serviço para as cidades de SP em que não existe.
  • Ter estruturas itinerantes para cuidados com a saúde dos animais de estimação e castração.

Causa animal

Quem ama, cuida. Tratar da saúde do seu cachorro ou gato é também um ato de amor, já que evita inúmeras doenças. Além disso, você sabia que ter bichos de estimação em casa ajuda a reduzir estresse, ansiedade, depressão e até diminui as chances de desenvolver doenças cardiovasculares?

Isso porque brincar com nossos bichinhos faz o corpo liberar serotonina e dopamina, substâncias que trazem sensação de bem-estar, ajudam a relaxar, melhoram a qualidade do sono, auxiliam no controle da pressão sanguínea, entre outros benefícios.

Controle da população

Por outro lado, para termos nossos amigos de quatro patas fortes e felizes, é preciso ter alguns cuidados. As vacinas ajudam a evitar a proliferação de doenças. Algumas são até transmissíveis aos humanos, como a raiva.

Castrar seu pet também ajuda a diminuir a chance de desenvolvimento de inúmeras doenças. Além disso, é importante para controlar a população de animais e evitar que sejam abandonados nas ruas.

Por exemplo, uma cadela consegue gerar de 10 a 15 filhotes e, se seus descendentes continuarem a se reproduzir, podemos chegar ao número de 64 mil nascimentos em seis anos. Com felinos, esse número pode ser ainda maior.

Ou seja, castrar ajuda a prevenir o aumento da população de animais de rua. Mas não é só isso. Nas fêmeas, diminui o risco de câncer de mama, doenças no aparelho reprodutivo e gravidez psicológica. Já no macho, também evita doenças no aparelho reprodutivo.

Depois da cirurgia, os animais tendem a ficar mais tranquilos e, por isso, podem ganhar peso. Em contrapartida, cabe ao dono oferecer uma alimentação balanceada e estimular atividades físicas, como brincadeiras e caminhadas.

Também é importante sempre estar atento a qualquer mudança de comportamento ou hábito do seu animal e levá-lo ao veterinário, pelo menos, uma vez por ano. Muitas doenças podem ser evitadas com a prevenção.

Papel do governo

Em 2007, uma lei começou a exigir a castração de animais colocados à venda na cidade de São Paulo. Neste ano, uma nova lei passou a obrigar que pet shops e clínicas veterinárias do estado de São Paulo passem a exibir cartazes que incentivem a adoção de cães e gatos.

Há também anualmente a campanha nacional de vacinação contra a raiva. No entanto, ainda há muito a se fazer pelos nossos animais. Quem já teve seu pet doente e não achou nenhum lugar gratuito para levá-lo sabe do que estou falando. Clínicas particulares podem cobrar uma fortuna dependendo do caso do animal.

A mesma dificuldade costuma surgir na hora de procurar lugares para castração. Contudo, ações simples e eficazes promovidas pelo governo, como estruturas itinerantes e expansão do número de lugares gratuitos de atendimento a animais, podem fazer toda a diferença.

Além de contribuir com um estado cada vez mais inclusivo e com mais qualidade de vida para nós e nossos bichinhos. Afinal, tratar da saúde deles também é uma forma de cuidar da nossa saúde.

Sobre Minhas propostas

Quero lutar para que haja mais ações e projetos que beneficiem os pets. A falta de pesquisas e dados oficiais do governo sobre eles já evidencia que há muito trabalho a ser feito.

Uma das minhas propostas para a causa animal é criar uma secretaria de proteção dos animais, a fim de fazer cadastro, controlar vacinação e montar um banco de dados para pesquisas e estatísticas da população de animais de estimação, entre outras ações.

Quase não há estatísticas sobre os nossos companheiros de quatro patas. Quanto mais informações tivermos sobre eles, mais podemos ajudá-los, seja com vacinas, campanhas de prevenção, mutirões de atendimentos, entre tantas outras medidas.

Além disso, por meio de parcerias, é possível estender ações que deram certo na capital para outras cidades do estado.

Defender a causa animal está entre as minhas lutas. Quero que São Paulo seja um lugar cada vez melhor e com mais qualidade de vida para nós e nossos bichinhos. Juntos, podemos ir mais longe.